Son de flor: sonhos feitos de linho



Há alguns anos atrás eu vi uma linda foto do vestido dos meus sonhos, era ele o vestido da fotografia acima, em um belíssimo tom de verde, com gola peter pan e mangas curtas, de comprimento midi e com saia rodada perfeita para rodopiar. Foi através dele que eu tive a felicidade de conhecer as roupas feitas de linho, e sonhos, da Son de Flor que carregam poesia em suas peças ao colocarem poemas nos bolsos das roupas. Eu não poderia deixar de partilhar por aqui essa linda história e as fotografias que são pura poesia. Expressei todo o meu amor por essa história escrevendo esse post, e as fotografias lindas da son de flor foram escolhidas para ilustrar cada palavra escrita.


A Son de Flor foi criada por duas irmãs, a Vaida e a Indrė que são da Lituânia, onde o linho está entrelaçado com a história do país através de uma rica tradição de cultivo do linho há milhares de anos. É uma marca sustentável e que nasceu através do desejo de ter peças duráveis para qualquer estação e época, roupas atemporais que fogem desse ciclo nocivo criado pela fast fashion, onde coleções novas são criadas a cada temporada, roupas descartadas com rapidez, contribuindo massivamente com a poluição do meio ambiente e onde o lucro das marcas é obtido através da exploração de mão de obra barata e materiais de baixa qualidade. 

Biblioteca: o amado Winnie-the-pooh


Não poderia deixar de trazer um dos livros com a história e os personagens mais queridos da minha infância para a recente Biblioteca Secreta do twee, ainda mais tendo essa edição antiga tão lindinha nas minhas prateleiras. Imagino que o famoso ursinho Pooh tenha feito parte da infância de muitas pessoas, mas não se enganem, não é um livro apenas para crianças, e sim uma obra que acalanta o coração de todos com sensibilidade.  

Sempre procuro por edições charmosas dos livros dos meus autores preferidos da Estante Virtual, um ótimo sebo online, e foi em uma dessas pesquisas esporádicas que eu encontrei esse tesouro, o primeiro livro da série escrita por A.A Milne e ilustrado e colorido por E.H Sherpard. Edição em inglês, em capa dura revestida em tecido, com o desenho em dourado de uma cena da história entre o Christopher Robin e Pooh, os melhores amigos da história. Muito bem preservada e cuidada, até mesmo a sobrecapa que apenas apresenta sinais de uso nas quinas, considerando que a edição é de 1973.  


Achei por sorte do acaso, esta edição por 40 reais na Estante Virtual enquanto estava em Curitiba viajando, pois o vendedor tinha finalmente me respondido e me mandado fotos e vídeos do livro.  Fiquei encantada e comprei com uma imensa alegria. Meu coração, sempre tão triste em deixar os lindos locais que conheci na viagem, teve o conforto de saber que ao chegar em casa eu teria além dos meus gatinhos para abraçar, esse livro tão esperado para ler e devorar!

Pot-pourri: pequenas mudanças (aquarela, arco e flecha, francês...)


Pensei que nada seria mais apropriado do que começar mais um ano novo no twee trazendo uma postagem-diário, então decidi fazer mais um tão adorado pot-pourri, visto que o primeiro que fiz por aqui já está muito antigo e tenho muitas coisas novas para contar e consequentemente, atualizar. Espero que quem estiver lendo esse post sinta-se como se estivesse em um agradável e esperado chá da tarde para ouvir as novidades depois de alguns anos sem ter notícias... 

Eu havia compartilhado alguns pedaços do meu dia que envolviam tiro com arco, aquarela, bordado, francês, costura e felizmente continuei nutrindo com carinho muita dessas coisas que tanto amo e outras tive que me despedir por enquanto. Como de costume, tentei encaixar tudo que pude nesse pote post que se fosse transformado em um verdadeiro pot-pourri, teria cheirinho de capim limão, lavanda, rosas e laranja.


Continuo a aquarelar, infelizmente não tanto quanto gostaria, mas já fiz alguns pássaros, esquilos, coelhos, cervos, flores, folhas de outono nesse último ano. Esse ano quero chegar ao fim dos meus tubos de tinta da pentel que foi o que eu usei na ilustração acima (o estojo da von gogh foi só para a foto, mas já testei ele e amei) quero focar mais nos meus estudos de aquarela. Também gostaria de começar a criar o hábito de desenhar com mais frequência apesar de não ter nenhum sketchbook e aos pouquinhos eu espero que desenhar e aquarelar façam parte do meu dia-a-dia.