Featured Slider

O Lavandário e as abelhas



Como patilhei por aqui os meus registros e os momentos felizes que tive na primeira plantação de lavanda que eu visitei quando viajei para Cunha e falei um pouco sobre O Contemplário (clique aqui para ler, caso não tenha visto), decidi trazer junto das fotos e minhas palavras sobre o Lavandário, também algumas informações sobre as abelhas já que estes polinizadores deixaram os meus dias por lá ainda mais mágicos e já apareceram em várias fotografias nos posts daqui.

Para quem não sabe, Cunha possui duas plantações de lavandas em locais distintos: O Contemplário e O Lavandário. Ambos são de proprietários diferentes e estão abertos para visitação e como eu tive a sorte de visitar os dois locais, achei que seria legal falar delas separadamente por aqui, então no post de hoje falarei sobre O Lavandário. 



O Lavandário
No post que escrevi apresentando O Contemplário, disse o quão apaixonada eu fiquei pelo local e como eu fiquei feliz ao realizar o sonho de andar em um campo enorme de flores, entre outras coisinhas.  O Lavandário, por outro lado,  não me encantou da mesma forma. O local tinha uma vista muito linda, mas infelizmente me deixou um tanto decepcionada pelo fato de não podermos estar entre as lavandas, visto que haviam cercas de arame (no final da foto dá para ver um pedacinho) em volta delas. Haviam apenas caminhos estreitos, curtos e com arames nos separando das flores, enquanto o meu coração e o meu espírito de criança desejava caminhar entre elas.



Acabou que o passeio por lá terminou mais rápido do que eu gostaria e imaginava, pois depois que eu andei nas curtas trilhas que haviam e fotografei várias abelhinhas nas lavandas, refiz o caminho e tirei mais fotos, fui apreciar a linda vista e depois fui visitar a lojinha para irmos embora. 


Do mesmo jeito do Contemplário, o local também cultiva lavandas francesas e a plantação é rotativa, então também sempre haverá partes com lavandas floridas, não importando a época. Ao invés do Contemplário em que a entrada é gratuita, no Lavandário a entrada custa 10 reais por pessoa e o local também possui um pequeno café e uma lojinha com produtos artesanais feitos com lavanda, mas os preços do produtos eram um pouco acima dos que encontrados no Contemplário.

Acho que o que mais encanta os olhos de todos que passam por ali é a paisagem, que é realmente muito bonita,  já que o Lavandário se encontra no alto de uma região montonhosa. Por mais que não tenha sido o melhor local para ver e sentir as lavandas, creio que valhe a pena visitar para ver as abelhinhas trabalhando a todo o vapor e apreciar a vista, principalmente duranto o pôr-do-sol.



Depois de trazer tantas fotos de abelhinhas nas lavandas para cá, acho que essas são finalmente as últimas fotografias que tenho desses polinizadores perto das flores perfumadas, o que me deixa um tanto tristonha, já que vou sentir falta de ver o contraste do amarelo das abelhas com o lilás das lavandas e de cada abelhinha que tive a chance de conhecer, admirar e fotografar... 

Ah! Um aviso: essas fotos das abelhas não foram tiradas no Lavandário, apenas a de baixo que foi, as outras foram tiradas no Contemplário e por isso a plantação atrás é diferente. Acabou que as últimas fotografias que tenho das abelhas que estavam a vistar as lavandas no mesmo dia que eu eram as que eu encontrei na outra plantação. rs 


As abelhas são seres muito queridos para mim, mas nem sempre foi assim. Quando eu era pequenina eu tinha muito medo das abelhas, pois achava que pelo meu cabelo ser da cor de mel, elas iram acabar pousando em mim, ficando presas entre os fios e me picando. Com o tempo comecei a ficar mais curiosa diante desses seres e o medo foi ficando para trás. Hoje só tenho admiração e carinho pelas abelhinhas e amo quando vejo uma por perto! A mini eu nunca imaginaria que um dia eu seria tão amiga das abelhas assim...   


Por mais que esta foto tenha ficado desfocada e um pouco confusa, eu tenho um carinho especial por ela e por isso decidi incluí-la nesse post. Talvez seja o bumbum fofo da abelha e pelo fato da foto estar um pouco tremida, parece que ela estava dançando. haha 

Se você gostaria de observar as abelhinhas e ao mesmo tempo ajudá-las, é só plantar algumas flores para esses seres pequeninos. As abelhas amam margaridas, calêndulas, camomilas, dente-de-leão, cosmos, girassóis, lavandas, entre muitas outras...


As abelhas são polinizadores incríveis! Costumam visitar certa de 50 a 100 flores durante o voo de coleta, o que significa que elas podem visitar cerca de mais de mil flores por dia. Lembrando que são necessários visitar dois milhões de flores para produzir apenas 454g de mel, este sendo o principal alimento destes seres pequeninos (por isso uso melaço ao invés de mel quando é necessário uma quantidade significante desse tesouro). Elas trabalham em harmonia e estão sempre ocupadas com alguma tarefa dependendo da sua função: seja refrescar e cuidar da colmeia, ir à procura de pólen, néctar, substâncias para fazer própolis ou água, alimentar as futuras abelhinhas, e diversas outras atividades essenciais. 

 

Desta vez os posts sobre as plantações de lavandas chegaram ao fim! Mas agora tenho várias fotos de outras abelhas em flores de cerejeiras da nova viagem que fiz agora em julho para compartilhar por aqui, então o Twee ainda vai estar cheio desses seres tão pequeninos e importantes!



Muito obrigada a cada um que tirou um tempinho para comentar no post passado em que mostrei a adorável caixa que recebi de presente de aniversário da Ju. Eu li e sorri com cada comentário e já os respondi 

Sr. Carteiro: presentinhos da floresta da Lolly in the sky


O Sr. Carteiro de hoje está tão atrasado quanto o coelho branco para o chá maluco, isso porque eu recebi um lindo pacotinho da Lolly in the Sky em novembro, mas só agora estou compartilhando ele por aqui. E como se não bastasse a minha demora, os correios também quiseram se atrasar para o chá a entrega, pois a caixa era um presente surpresa que deveria ter chegado aqui em casa próximo do meu aniversário, em setembro, já que a fofa da Ju decidiu me presentear com alguns dos tesouros da sua lojinha (obrigada!!), mas infelizmente a caixinha enviada não veio parar aqui...

Então a Ju enviou um outro pacotinho e foi este que eu finalmente recebi em novembro e estarei mostrando por aqui hoje, sim, em julho. Espero que não tenha ficado confuso essa história tão maluca sobre o tempo e atrasos. Para a minha felicidade, estamos todos reunidos agora para o chá: há o pacotinho da lolly, morangos na minha xícara preferida e muitas fotografias em uma quase imaginária floresta. Vamos abrir este o presente?


o lindo pacotinho





Já havia apresentado o lindo trabalho da Juliana Lanini nesse post aqui em que falei com mais detalhes sobre as peças criadas por ela e mostrei as fofuras que ganhei. E como eu já havia recebido uma caixinha toda linda antes, era de se esperar que o pacotinho dessa vez iria vir todo gracioso também. Assim como no primeiro pacote que recebi da Ju, uma linda corda de algodão abraçava delicadamente o pacotinho junto com um adesivo de raposinha dorminhoca e um cartão do passarinho da Lolly com palavras no verso cheias de carinho.






 "coisas fofinhas para te inspirar"




Em uma pequena caixinha revestida com um material que me lembrou a um ninho de passarinho, estavam aconchegados:

x um frasco miúdo com estrelas azuis caídas do céu.

x uma chave que abre portas escondidas e encantadas.

x um laço azul do tamanho perfeito para caber em um ratinho  .

x um pingente de câmera adorável que me faz querer fotografar.

x um post-it de coelhinho com uma carinha amigável.

E além de tudo isso, a Ju também me enviou uma linda cartela de adesivos! 




Esta caixinha de inspiração foi uma surpresa tão alegre. Cada item dentro se tornou especial!


A linda chave com fita de renda de algodão e pingente de bolotas de carvalho parece ter sido pertencida a um esquilo guardião da floresta! Gosto de pensar que ele a entregou para mim, através da fada mensageira, a Ju. Eu a uso como pulseira (por mais que eu gosto de acreditar que as chaves, quando usadas como colar, assim ficam mais segunras por estarem perto do coração), mesmo não sendo feita para usar no pulso, eu acho que fica tão gracioso...

Além de ter aumentado a minha coleção de chaves, já se tornou uma das minhas preferidas por ter esse pingente tão querido, pois não são só os esquilhinhos que possuem um grande amor por estas fofuras e delícias do outono! Ah, vocês lembram que a Ju há algum atrás havia me dado de presentinho um colar com uma bolota de carvalho real?! Até hoje não acredito que tenho este tesourinho para mim, o amo tanto!... Muito obrigada, Ju    


Além da caixinha, havia algo mais que encheu o meu coração de inspiração e felicidade...



O colar Amanita Primaveril. Todo delicado e mágico, como se carregasse a essência da floresta. Como não se apaixonar? No momento em que pus os meus olhos nele fiquei com ainda mais vontade de sair explorando a natureza depois de dias chuvosos até encontrar cogumelos. E para a minha alegria, hoje não parou de chover por sequer um minutinho, então a manhã estarei procurando por estas preciosidades da natureza. Sei que não vou ter a sorte de encontrar esse vermelhinho tão lindo e amado (Amanita muscaria) por aqui, mas quando eu usar esse colar, vou fechar os olhos e imaginar como seria andar em um bosque e encontrá-lo.


Todo esculpido à mão pela Ju e colocado com muito carinho nesta redoma que lembra a um terrário com plantinhas preservadas e pedras ao seu redor, é de roubar corações. Tem ele ainda disponível lá na Lolly in The Sky.
Só clicar aqui para comprar ou namorar o colar Amanita Primaveril   



E por último, mas tão querido quanto, dentro do pacotinho havia a apaixonante cardeneta de bolso com uma raposinha dorminhoca na capa, puro amor e aconchego! A ilustração da raposa havia sido encomendada pela a Ju há alguns anos atrás e agora virou a estrela desta cardeneta. Tanto a arte da raposinha quanto a caderneta em si foram feitas pelas mãos da Sah Matsui, uma ilustradora e encardenadora muito fofa que é a criadora da Sofi Arts & Crafts.


Meu coração fica todo quentinho quando olho para esta arte, a raposa cochilando passa um calma tão grande... Raposas são um dos meus animais preferidos e ver esta pequenina em um tão traço suave e acolhedor é de encher a alma. A caderneta com ilustração de raposa (também há a opção na lojinha que tem um passáro fofinho na capa) ainda está disponível na lojinha, é só clicar aqui para comprar !  



Por dentro as folhas são lisas, sem pauta, o que dão a liberdade desta caderneta ser para o que você desejar. A minha, por exemplo, irá guardar as ideias que eu tiver, fotos que eu pensei e gostaria de fazer, meus poemas, desenhos e muitas outras coisinhas. Quero preencher cada página com palavras e rabiscos! 


Vou levar a pequenina raposa (ainda estou pensando em um nome , alguém tem alguma sugestão?)  para todo cantinho que eu for, assim não vou perder a oportunidade de anotar quando uma ideia ou um pensamento importante vier. 




Ju, eu agradeço com todo o meu coração por sua sua amizade, seu apoio e seu carinho! Suas palavras sempre me motivam e seu trabalho me inspira muito e de uma forma única. Muito obrigada por estes presentes tão lindos e queridos, todos cheios de amor e afeto, vou guardá-los com carinho e usá-los com um sorriso no rosto :) 






"Querida Mel, espero que esta caixinha de surpresas encha seu dia de alegria. Feliz Aniversário atrasado!! Muito obrigada por apoiar o meu trabalho ♥
Com amor,
Juliana 
17/10/17"
*Cartões da lolly com arte do passarinho feita pela Camila Averbeck 
  Adesivo com a raposinha ilustrada pela Sah Mutsui